Tratamento de fratura em incisivo central superior com reabilitação através de implante imediato realizado com guia cirúrgica virtual: relato de caso clínico

Autores: Prof. Augusto Bessa e Profa. Íris Sol Telles

Relato de caso

Paciente R.S.F., sexo masculino, 61 anos de idade compareceu a clínica odontológica privada após sofrer um trauma no elemento dentário 21 (Figura 1). O exame clínico mostrou mobilidade na coroa e a fratura horizontal foi confirmada ao exame radiográfico periapical (Figura 2 e 3), sendo indicada a remoção cirúrgica da raiz e a reabilitação com implante. Após o exame tomográfico, o caso foi montado virtualmente no programa da 3Shape Implant Studio e realizado o planejamento para a exodontia atraumática do resto radicular (Figura 4), visando preservar a estrutura óssea circunjacente e facilitar a cirurgia de instalação do implante imediato. O sistema de implante escolhido foi o Arcsys da FGM Dental Group.

Figura 1- Exame clínico inicial
Figura 2- Fratura do elemento dentário do 21 confirmada através do RX periapical
Figura 3- Remoção da coroa fragmentada
Figura 4- Extração atraumática do elemento dentário do 21

Previamente à cirurgia, foi planejado a guia cirúrgica virtual, unindo o arquivo STL do escaneamento ao arquivo DICOM da tomografia em software específico de planejamento (Figuras 5 e 6).

Figura 5- Planejamento para guia cirúrgico 3Shape
Figura 6- Relatório cirúrgico aprovado

Com o auxílio do guia cirúrgico impresso a partir do planejamento virtual (Figura7), foi executada a instrumentação cirúrgica para instalação de um implante 3,8 mm x 13 mm, (Figura 8). O implante foi instalado (Figura 9) e ancorado no alvéolo. Um munhão protético Arcsys de medida de 3mm x 6mm e transmucoso de 4,5mm foi ativado definitivamente seguindo o protocolo recomendado pelo fabricado. Foi feito o preenchimento com o substituto ósseo Nanosynt granulação 500 a 1000μm (Figura 10), da FGM Dental Group, associado a fibrina de L-PRF picotada.

Uma provisória foi confeccionada imediatamente através da coroa fraturada, respeitando a zona crítica (Figura 11). Após o polimento e acabamento foi cimentada ao munhão com cimento provisório (Figura 12 e 13).

Figura 7- Guia cirúrgico
Figura 8- Broca cirúrgica de perfuração de acordo com a guia
Figura 9- Instalação do implante
Figura 10- Preenchimento com Nanosynt e L-PRF
Figura 11- Provisória confeccionada
Figura 12- Coroa provisória cimentada
Figura 13- Implante instalado e coroa provisória capturada

Após 4 meses de espera para a remodelação óssea do alvéolo e a osseointegração do implante, partiu-se para execução do enxerto de tecido conjuntivo, melhorando a estética rosa periimplantar. Após essa etapa cicatrizada (Figura 14), foi planejada a reabilitação protética, também realizada no fluxo digital. Para isso, foi utilizado o Scan Body para munhão, que foi projetado com uma janela de inspeção para facilitar a visualização desse ao componente protético (Figuras 15 e 16.). Foi realizada a seleção e fotografia das cores para enviar ao laboratório (Figura 17).

Figura 14- Estética Periimplantar após a cicatrização do enxerto de tecido conjuntivo
Figura 15- Janela de inspeção do Scan body do munhão
Figura 16- Escaneamento do nunhão protético
Figura 17- Seleção de cores

Sabendo que a biblioteca dos implantes e componentes Arcsys estão disponíveis nos softwares da 3Shape, o cadista planejou, desenhou e fresou um casquete em zircônia e fez a estratificação da cerâmica. Ao remover a provisória foi observado o perfil de emergência cicatrizado com o tecido posicionado favoravelmente (Figura 18).

Figura 18- Perfil de emergência

O caso foi finalizado com adaptação perfeita (Figura 19) e a cimentação protética definitiva foi realizada (Figura 20). A substituição de elementos dentários na região anterior utilizando o fluxo digital resulta em uma maior rapidez no ato cirúrgico e facilita o dia a dia da clínica, aumentando o conforto, a precisão e a qualidade dos resultados.

Figura 19- Prova da coroa definitiva. Observa-se o encaixe entre a coroa e o tecido
Figura 20- Cimentação final

Bibliografia

  1. Catálogo de produtos da FGM Dental Group;
  2. Regeneração Óssea Guiada na Implantodontia
    Daniel Buser – Quintessence Editora – 2010
  3. Regeneração Guiada Tecidual
    Mauro Cruz – Editora Santos – 2006
  4. Enxertos ósseos em Implantodontia
    Jean-François Tulasne e Andreáni – Quintessence Editora – 2010
  5. Enxertos Ósseos em Implantodontia
    Reanato Mazzonetto et al. – Napoleão Editora – 2012
  6. Transplantes Ósseos na Implantodontia
    André Antonio Pelegrine et al. – Napoleão Editora – 2008
  7. Catálogo de produtos da FGM http://www.fgm.ind.br/site/produtos/implantesbiomateriais/substituicao-ossea-nanosynt/
  8. Choukroun, J. (2001) Une opportunit_e en paroimplantologie: le PRF. Implantodontie, 42, 55– 62. French.
  9. Pan J, Xu Q, Hou J, Wu Y, Liu Y, Li R, Pan Y, Zhang D. Effect of platelet-rich fibrin on alveolar ridge preservation: A systematic review. J Am Dent Assoc 2019; 150:766-78. doi: 10.1016/j.adaj.2019.04.025.
Email
LinkedIn
Telegram
Facebook
plugins premium WordPress

Selecione seu idioma

Select your language