FGM Dental Group

Como o estresse afeta sua boca

Muitos problemas bucais podem ter origem no estresse do dia-a-dia. O estresse pode te causar sintomas físicos como dor de cabeça e dor abdominal ou simplesmente te deixar “no limite” da sua paciência. No entanto, o estresse também pode causar estragos na sua boca, dentes, gengivas e na sua saúde geral. Os principais efeitos colaterais do estresse e da ansiedade que afetam a sua saúde bucal são:

  • Feridas na boca, incluindo aftas e herpes
  • Aperto e ranger dos dentes (bruxismo)
  • Higiene bucal precária e hábitos alimentares prejudiciais
  • Doença periodontal ou agravamento de doença periodontal existente

Saiba agora como prevenir problemas de saúde bucal.

Feridas na Boca

As aftas – pequenas ulcerações esbranquiçadas com bordas avermelhadas – aparecem na boca em quantidade de uma ou duas, ou às vezes até em maior número. Embora os especialistas ainda não saibam o que causa as aftas – pode ser imunidade baixa, bactérias ou vírus – eles acham que o estresse emocional pode contribuir para o surgimento delas na boca. As aftas não são contagiosas.

A maioria das aftas desaparecem em 7 a 10 dias. Para aliviar a irritação, use anestésicos tópicos que não precisam de receita médica. Para diminuir a irritação, não coma alimentos muito condimentados e muito quentes ou alimentos ácidos, como tomate e frutas cítricas.

O herpes simples orolabial é causado pelo vírus HSV 1 e é contagioso. As lesões se caracterizam por vesículas e bolhas que aparecem nos lábios, mas também podem surgir ao redor da cavidade oral.

O estresse emocional pode desencadear a ocorrência de herpes. A doença também pode ser desencadeada por febre, radiação ultravioleta, escoriações na pele, menstruação, uso prolongado de antibióticos e imunidade baixa.

Assim como as aftas, o herpes geralmente desaparece em mais ou menos uma semana. Existe tratamento, que consiste em medicamentos antivirais, com ou sem necessidade de receita médica. Pergunte para o seu médico ou dentista qual é a melhor opção para o seu caso. É importante que você comece o tratamento logo que surgirem os primeiros sintomas da doença, como o aumento da sensibilidade, “queimação” e coceiras na região dos lábios.

Email
LinkedIn
Telegram
Facebook
plugins premium WordPress

Selecione seu idioma

Select your language