Ambar APS: Alta performance em adesão

Capa Ambar

Muito além de um sistema adesivo incolor

A cor do adesivo interfere de modo relevante na cor final de laminados finos? Sim, com certeza interfere e é algo a se levar em consideração se você quiser um resultado com alta estética.

Na tabela abaixo, por exemplo, que é parte de um estudo científico, nota-se a eficácia do Ambar APS. Valores acima de 3.3 são clinicamente perceptíveis.

Tabela1 3

Adaptado de: Jr OFO, Kunz PVM, Filho FB, Correr GM, Cunha LF, Gonzaga CC. Influence of Pre-Curing Different Adhesives on the Color Stability of Cemented Thin Ceramic Veneers. Braz Dent J. 2019; 30(3): 259-265.

Os sistemas adesivos Ambar APS e Ambar Universal APS são praticamente incolores. A tecnologia APS – exclusiva da FGM, emprega baixíssimo teor de canforoquinona, a qual elimina o aspecto amarelado, gerando um adesivo incolor – sem diferença de cor antes e depois da foto ativação.

O resultado, com certeza, é muito melhor se comparado aos adesivos com alto teor da substância. Por isso, é importante o dentista atentar-se para o fato de que adesivos dependentes de canforoquinona usam um coiniciador que pode sofrer oxidação com o passar do tempo e amarelamento no futuro.

Outro diferencial dos sistemas adesivos Ambar APS e Ambar Universal APS é a menor quantidade de solventes, favorecendo mais estética nas restaurações no longo prazo nas margens de restaurações adesivas de um modo geral e em laminados extra-finos, além de minimizar riscos do fator operador considerando-se que no quesito solvente a tecnologia APS em sistemas adesivos oferece:

  • Redução da chance de erro operador na etapa de remoção solvente => menor risco de afetar grau de conversão do adesivo
  • Menor Suceptibilidade à degradação hidrolítica => altera cor do adesivo que pode alterar aspecto de Cerâmicas finas e translucidas e margens de restaurações.
  • Diante da presença excesso de solvente ( mal evaporado) se degrada ou é eliminado com o tempo deixando espaços suceptíveis à sorção deixando micro-espaços para sorção de água alterando a propagação de luz e levando a um Acinzentamento e aumento de translucidez (aspecto de mancha interna tardia) Isso ocorre porque o índice de refração do objeto é alterado.

Mais ainda, os sistemas adesivos Ambar com tecnologia APS possuem alto grau de conversão e adesão duradoura, garantindo excelente performance em variações de nível de umidade dentinária – um atributo que só favorece o profissional que se propõe a entregar resultados sempre satisfatórios para o profissional e ao seu paciente.

Graças à tecnologia APS, você aproveita ao máximo a fonte de luz do aparelho fotoativador, mesmo em situações desafiadoras, sem comprometer o grau de conversão. Em resumo, com APS tem-se melhor aproveitamento da luz do seu fotopolimerizador para um grau de conversão excelente e manutenção da performance do sistema adesivo tanto em quesitos estéticos quanto funcionais.

Grafico1 3 300x256

O alto grau de conversão no terço apical revela o potencial do sistema APS na polimerização do adesivo.

Grafico2 2 300x256

A adesão intracanal sempre representou um desafio para adesivos e cimentos. Com AMBAR APS, foi possível conseguir níveis muito altos de adesão ao longo de todo o conduto, mesmo na porção apical que representa a área de maior dificuldade adesiva.

Fonte: Loguercio AD, et al., UEPG-PR, 2018.

Imagem1 300x256

Ambar APS apresentou o melhor resultado na região apical, região crítica devido a dificuldade de alcance da luz.

Primeiro adesivo dental BPA Free no Brasil: mais segurança ao paciente

Os adesivos Ambar são livres de BIS-GMA e seus derivados, ou seja, livres de monômeros com anéis aromáticos passíveis de pigmentação por subprodutos. Também é livre de BPA.

Aderindo à tendência de materiais livres de BPA, a FGM Dental Group, pioneira na fabricação e líder em vendas de clareadores dentais no Brasil e na América Latina, é a primeira indústria odontológica brasileira a inserir no mercado produtos com essa característica (BPA Free), como a resina Vittra APS e os adesivos para esmalte e dentina, Ambar, Ambar APS e Ambar Universal APS, e vale salientar que tal substância têm diversos estudos demonstrando seu potencial prejudicial à saúde, como problemas como distúrbios de comportamento, memória e um maior risco de puberdade precoce, câncer, diabete e doenças cardiovasculares.

Embora pesquisas odontológicas mostrem que atualmente o BPA liberado oriundo da degradação de restaurações e selantes seja em nível abaixo do nível máximo considerado seguro, entende-se que parâmetros de segurança podem ser alterados com o tempo e que existem outras fontes de BPA ao qual um indivíduo pode estar exposto.

Portanto, parece lógico assumir que “Certamente, grupos de maior risco a disruptores endócrinos, como gestantes e crianças, e indivíduos preocupados com o tema, irão preferir materiais BPA Free, considerando um fator a menos de preocupação”, observa o professor Rodrigo Reis, doutor em odontologia, master of science em odontologia restauradora e biomateriais, pós-graduado em implantodontia).

Sistemas Adesivos AMBAR APS e AMBAR UNIVERSAL APS:

  • Performance
  • Estética
  • Estabilidade
  • Menos sensível ao Fator Operador

Saiba mais sobre a utilização do produto no vídeo:

Email
LinkedIn
Telegram
Facebook
plugins premium WordPress

Selecione seu idioma

Select your language