Calendar icon

26/07/2022

Restabelecimento do corredor bucal e do sorriso com cirurgia plástica periodontal e laminados cerâmicos

 Autores: Dr. Leonardo Fernandes da Cunha, Dra. Nayara Couto de Oliveira, Dra. Ana Carolina Portes Pasmadjian, Dra. Gabriela Resende Allig, Dra. Andressa Cristina Motta Nascimento, Dra. Dayane Kocholy, Dr. Clayton Luiz Gorny Junior, Dr. Ubiracy Gaião e TPD Mara Leme

Paciente do sexo masculino, 24 anos.

QUEIXA PRINCIPAL:

Insatisfação com o tamanho, formato e cor dos dentes. 

AVALIAÇÃO INICIAL

Paciente procurou atendimento com restaurações de resina composta nos dentes anteriores apresentando alteração de cor e desgaste vestibular da resina. Apresentava inflamação gengival crônica entre os incisivos centrais pela resina antiga fechando o diastema. Também apresentava diferença de altura gengival entre os caninos e pré-molares e assimetria de altura entre os incisivos laterais e caninos.

TRATAMENTO EXECUTADO

Foi feita a profilaxia e também radiografias na primeira sessão. A borda incisal dos dentes anteriores era coberta pelo lábio inferior durante o sorriso (Figuras 1 e 2). Inicialmente foi feito o planejamento digital (Figura 3). Com o planejamento digital apresentado para o paciente, alguns pontos foram mais facilmente explicados e compreendidos pelo mesmo. 

Primeiramente, a necessidade de um recontorno periodontal para aumentar o comprimento dos dentes pré-molares e simetria dos incisivos laterais e caninos. 

Segundo, a necessidade de tratar mais do que seis dentes (Figura 4). Assim, foi feito o guia cirúrgico de acetato acompanhando a proposta do planejamento digital. Foi feita a cirurgia periodontal envolvendo osteotomia. Após a cicatrização de três meses (Figura 5), optou-se pela restauração dos dentes empregando o sistema restaurador adesivo indireto de forma minimamente invasiva. Um novo enceramento foi realizado e, a partir desse, foi feito o mockup para avaliar a oclusão e forma dos dentes. A seleção da cor foi feita com escala Pala. 

Em seguida, foi feita remoção da resina com discos. Após a remoção das resinas foram feitos os preparos para facetas com pontas diamantadas 2135 e 3203. Uma pequena delimitação cervical foi feita nos dentes para estabelecer o término das restaurações indiretas. Para finalização dos preparos, foi realizado o acabamento e polimento dos dentes com pontas diamantadas utilizando multiplicador de velocidade. Foi inserido, inicialmente, o fio retrator 000 e o fio 00. A moldagem foi realizada com silicone de adição. 

As restaurações provisórias foram confeccionadas com resina bisacrílica utilizando a anatomia prévia do enceramento. Os laminados foram feitos pela técnica de estratificação cerâmica, simulando dentina, esmalte e translucidez incisal seguindo o guia do enceramento. A textura com pontas diamantadas foi trabalhada e o glaze foi aplicado (Figuras 7 e 8). As restaurações foram provadas utilizando uma pasta try-in (Allcem Veneer Try-in E-bleach FGM) para seleção da cor do cimento. As faces internas das restaurações cerâmicas foram condicionadas com ácido fluorídrico por 60 segundos (Condac Porcelana 5% FGM). 

A superfície foi lavada e aplicou-se o agente silano (Prosil FGM) e adesivo Ambar APS conforme as orientações do fabricante. Foram feitos o isolamento modificado do campo operatório e profilaxia dos dentes. Após a proteção dos dentes adjacentes, foi feita a aplicação do sistema adesivo (Ambar APS FGM) nos dentes preparados conforme as instruções do fabricante. O cimento foi aplicado na face interna da restauração e levado em posição (Allcem Veneer APS E-bleach FGM). 

Os excessos de cimento foram removidos e o cimento polimerizado por 120 segundos em cada dente. Após a cimentação, os contatos oclusais foram verificados e ajustados com ponta diamantada. As áreas ajustadas foram polidas com borrachas para cerâmica. O aspecto final das restaurações, oclusão e sorriso podem ser observados nas figuras 10 e 11.

PASSO A PASSO

1 A
1 B
Figs. 1a e 1b - Sorriso inicial do paciente com pré-molares curtos e pouco aparentes no 1a 1b sorriso.

2 AFig. 2 - Vista aproximada do sorriso. Observar a diferença de altura gengival entre os caninos e pré-molares e assimetria de altura entre os incisivos laterais. Notar também inflamação gengival crônica entre os incisivos centrais pela resina antiga fechando o diastema

3 AFig. 3 - Planejamento digital simulando as novas alturas gengivais, aumento de volume vestibular dos pré-molares e nova anatomia para os dentes do sorriso.

4 A4 BFigs. 4a e 4b - Vista aproximada do modelo durante o planejamento para recontorno gengival dos pré-molares.

5 A
5 A
Figs. 5a e 5b - Vista aproximada após recontorno gengival e clareamento dental caseiro

6 AFig. 6 - Após remoção da resina com discos de lixa  foram feitos os preparos dentários e moldagem com silicone de adição.

7 A
7 AFigs. 7a e 7b - Aplicação da cerâmica a partir do modelo encerado.

8 AFig. 8 - Restaurações finalizadas após aplicação do glaze. Notar efeito para simular translucidez incisal, definição da textura e arestas proximais. Tratamento para a cimentação.

9 A
9 B
9 C
9 D
9 E
9 F
9 G
Fig. 9 Prova com o try-in para seleção da cor do cimento. As faces internas das restaurações cerâmicas foram condicionadas com ácido fluorídrico por 60 segundos (Condac Porcelana 5% FGM). A superfície foi lavada, e aplicou-se o agente silano (Prosil FGM) e adesivo Ambar APS conforme as orientações do fabricante. Aplicação do cimento.

10 A10 B
Figs. 10a e 10b - Vista aproximada das restaurações finais após cimentação

11 A11 B
Fig. 11 Vista final do sorriso restabelecendo o corredor bucal e,
consequentemente, estética do sorriso.